‘Ser bebê é natural’ leva pequenos para explorar a natureza -07/09 às 09:30

O Encontro Ser Criança é Natural é um projeto que permite às crianças ter contato direto e sensível com a natureza acompanhadas de seus familiares. No dia 7 de setembro, quarta-feira, é a vez dos bebês de até 20 meses brincarem com a natureza como protagonistas explorando e descobrindo no Parque Alfredo Volpi.

O projeto é uma iniciativa do Instituto Romã e é gerido pela bióloga Rita Mendonça e a pedagoga Carol Thomé. Para garantir sua participação inscreva-se neste link.

Crianças que brincam na natureza regularmente são mais felizes e saudáveis, possuem boa convivência social e têm melhor desempenho escolar.

Criança e natureza

Um documento divulgado pela organização Children & Nature Network em 2009 mostra pesquisas do mundo todo que revelam dados como a diminuição do tempo que as crianças brincam fora de casa e o aumento do tempo dedicado às mídias eletrônicas. Dentre os estudos, um aponta o Brasil entre os três países cujas as crianças exploram a natureza com menos frequência.

Agenda

Ser bebê é natural
Onde
Parque Alfredo Volpi
http://www.saopaulo.sp.gov.br/conhecasp/turismo_parques_alfredo-volpi

Rua Engenheiro Oscar Americano, 480
Cidade Jardim
São Paulo – SP
(11) 3031-7052

Ver no mapa

  • Qua 07/09 às 09:30
  1. Fonte: https://catraquinha.catracalivre.com.br/sp/agenda/gratis/ser-bebe-e-natural-leva-pequenos-para-explorar-natureza/

ECOYOGA – MÊS DO FOGO

Em  junho, foi realizado durante as aulas de Yoga, o mês do FOGO.

Contemplamos esse elemento com som do vulcão, do fogo e dançamos para ele. Aprendemos  a fazer fogo como na pré- história (atrito de pedras e madeira). O fogo feito pela natureza: o sol, os vulcões, os raios e até no choque de um meteoro (rs). Meditamos com a chama da vela. Cantamos:

Fogo, fogo, fogo…

Fogo, fogo, fogo…

Ilumine o coração…

Com amor e compaixão.

As posturas do mês:

Arco / Vela/ Vela derretida/ Raio/ Trovão

 

OBRIGADA MEUS QUERIDOS POR FAZEREM O MEU DIA TÃO FELIZ!

NAMASTÊ!

A ARTE DO PONTILHISMO CONSCIENTE

A arte na educação deve promover experiências livres, sem levar em consideração o resultado final, pautado em princípios estéticos!

 Quando partimos desse foco, estamos LIVRES! A arte livre é feita com amor e com o coração! Sem EGO e sem estética (mais “entrega” por favor), vamos fazer e deixar a emoção da liberdade comandar os gestos dos pinceis e a parceria da coletividade emanar energia positiva ao universo, contagiando a sala, o corredor, a escola… sem angustias, sem receios, sem apreciações, apenas sinta o TODO na experiência do fazer.  Todos podemos ser artistas de alma…

Chega de arte doentia, de glorificar artistas depressivos, suicidas, depravados, doentes emocionais…. Que buscaram na negatividade a LUZ, e encontraram a  cegueira da ilusão, afundando-se no desespero, até quando a dor  será sinônimo de arte.  Pinturas que vibram: emoções depressivas, traumas, angustias, apelos, medos, covardia, socorro, vazio emocional e puro EGO. Muitas vezes rotuladas por Marchand, como  algo excepcional, mas de fato, o valor é o capital que se pode ganhar com seu “xaveco”.

Enfim: Dói, essa cegueira coletiva que alimenta essa industria corrosiva!

Podemos usar diversas técnicas, como eu usei o pontilhismo, nesta ação artística.

 

O Planeta necessita de arte de alma LUCIDA, de AMOR INCONDICIONAL, de COMPAIXÃO, DE LIBERDADE ….sem EGO.

A liberdade de não se querer nada em troca… apenas sentir essa corrente positiva no TODO!

Q dia lindo e especial… quando todos entendem a proposta o silêncio fala na consciência de cada envolvido.

 

Obrigada meus queridos por fazerem o meu dia tão feliz e único.

 

 

 

 

Criança Natureza

A iniciativa procura colocar em pauta a importância de garantir que as crianças cresçam e se desenvolvam em contato direto com a natureza e mostrar caminhos para isso.

Instituto Alana

 

 

 

fonte:http://alana.org.br/projeto-crianca-e-natureza-lanca-site-que-reune-materiais-sobre-o-tema/

ESCULTURA – Construtivista

O construtivismo apresenta a ideia de “construir” usando materiais naturais e sintéticos oferecidos pela industrialização. As obras se apresentam como objetos compostos de elementos geométricos em materiais diversos como metal, vidro, papelão, madeira, acrílico, plástico, dentre outros usados sós ou em combinação. O aparecimento de novos materiais implica na geração de novas técnicas e sistemas de construção, que , por sua vez determinam o surgimento de novas estruturas e aparências.

Luis – UFRGS

Fundamental II

Objetivo: compreender a história das esculturas, conscientizar sobre o uso de materiais recicláveis e aprender a trabalhar em equipe.

Vamos começar falando sobre as primeiras esculturas registradas pela humanidade, depois  você vai mostrando essa evolução, ate chegar no contemporâneo! Monte sua aula de acordo com o que você acha interessante… liberdade é muito importante.

O resultado estético acontece de acordo com o envolvimento do grupo, e para o Sustentabiliarte isso não é o foco. O foco sempre está no processo de criação, afinal, é na hora do fazer que o artista entra em êxtase! 

Depois colocar em prática:

 

Os alunos precisam saber disso!

Uma verdade que não estará nas apostilas… muito menos em livros didáticos. Mas  educadores que acreditam na educação como fonte de conhecimento, devem  compartilhar essa mensagem!

  • A mentira em que vivemos – Legendado
  • O grande ditador – Legendado.
  • Robert Happé – Não pense sinta

19 DE ABRIL DIA DO ÍNDIO

A comunidade indígena pede SOCORRO em silêncio por não ser ouvida!

E nós educadores temos o dever de ser essa voz latente e pura… Ecoando nas paredes das nossas escolas.

Criar atividades para contemplar essa data é muito importante e consciente, afinal, é a nossa ancestralidade, nosso sangue, seu e meu DNA e a nossa essência.

Vamos conscientizar os alunos que o ser humano pode sim viver em harmonia com a natureza, as comunidades indígenas são um ótimo exemplo disso.

Proposta


Para todas as turmas. Educação Infantil, Fundamental e Médio!

Pinte, dance, brinque e deguste tudo que for da temática indígena!

Nesse site você encontrará muitas ideias:

http://pibmirim.socioambiental.org/como-vivem/brincadeiras/

http://pibmirim.socioambiental.org/artes

http://pibmirim.socioambiental.org/como-vivem/alimentacao

 

18 de Abril – Dia Nacional do Livro Infantil

O Instituto Akatu divulgou no site essa semana, esse riquíssimo material! Livros infantis sobre a temática da sustentabilidade e conscientização ambiental.

O Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado em 18 de abril, dia do nascimento de Monteiro Lobato, um dos mais importantes escritores da literatura infanto-juvenil de nosso país. Aproveitando a data, o Instituto Akatu, por meio do Edukatu, plataforma gratuita e aberta de aprendizagem sobre consumo consciente e sustentabilidade, reforça a importância de os professores incentivarem nas crianças e adolescentes a leitura de livros de consumo consciente e sustentabilidade.

Muitos dos hábitos, conceitos e ideias que aprendemos durante a infância são levados para a fase adulta. “O consumo consciente, a preservação ambiental e a sustentabilidade são conceitos que devem ser trabalhados logo cedo com nossas crianças. Além dos conceitos, os mais novos costumam se espelhar no que fazem os adultos. Por isso, é fundamental que pais e professores, principalmente, deem bons exemplos diariamente. Afinal, valores devem ser partilhados e construídos juntos”, explica Silvia Sá, gerente de educação do Instituto Akatu.

Pensando em dar uma ajuda para professores, educadores, e até mesmo para os pais que querem inserir o tema do consumo consciente e sustentabilidade na educação dos pequenos, o Instituto Akatu selecionou uma lista com 10 livros infantis que podem ser muito úteis nesse momento: – O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry – O sonho de Lu Shzu, de Ricardo Gómez (Editora Mov Palavras) – Uma festa de cores, de Ronaldo Fraga e ilustração de Anna Göbel (Autêntica Editora) – Contos da natureza, de Dawn Casey (WMF Martins Fontes) – As Cores dos Pássaros, de Lucia Hiratsuka (Editora Rovelle) – Água para todo lado, de Rosana Jatobá (Grupo Plano B) – Será que eu compro?, de Rosana Jatobá (Grupo Plano B) – O homem que amava caixas, de Stephen Michael King (Brinque Book) – Lolo Barnabé, de Eva Furnari (Editora Moderna) – João – o menino mais rico do mundo, de Francisco Abreu (Editora Terceiro Nome).

Além dos livros, que são ótima ferramenta de educação, os professores e educadores podem complementar o processo educacional com as muitas atividades e recursos oferecidos pelo Edukatu. O Edukatu é a primeira rede de aprendizagem sobre os conceitos e práticas do consumo consciente e sustentabilidade para alunos e professores do Ensino Fundamental de todo o Brasil.

No espaço virtual disponível há circuitos de aprendizagem cheios de desafios para os estudantes explorarem, conteúdos exclusivos (vídeos, reportagens, planos de aula, atividades e jogos), além de uma comunidade virtual para trocar ideias com outras escolas.

Fonte:  Instituto Akatu e site www.akatu.org.br

 

CD- Sustentabiliarte no Catarse

Ajude meu sonho de ver muitas crianças felizes, criando e se emocionando ao escutar um simples som da natureza… Muitos educadores poderão desenvolver projetos a partir do estímulo auditivo, unindo música, dança, som e arte!

https://www.catarse.me/CdSustentabiliarte


 

O projeto

O Projeto Sustentabiliarte existe desde 2012, com o fundamento principal de disseminar conscientização ambiental através da arte. No início, era um blog, mas hoje já é um projeto que vem ajudando professores e educadores a elaborarem aulas conscientes, onde não há mais espaço para o desperdício de materiais, mas sim para a reutilização de diferentes suportes, visando à criação de obras artísticas sustentáveis.

Durante o processo criativo nas aulas de arte visuais, música e dança, eu, Gabriela Diaz, fundadora do projeto, coloco sons da natureza, do corpo humano, entre outros barulhos, para criar um ambiente harmônico é criativo, que estimule ao máximo a capacidade cerebral dos alunos. Hoje, a neurociência já atesta que atividades artísticas e musicais são fundamentais para o nosso desenvolvimento cognitivo. Nesse sentido, criei um CD, que foi produzido pelo Produtor musical Gustavo Sola (Red I Station). De inicio, eu utilizava os sons em minhas aulas, e a resposta dos alunos foi tão positiva, os resultados ao longo do ano de 2015 foram tão surpreendentes… Muitas crianças buscaram na mente e no coração sua potencialidade criativa, colocando no papel, na dança e na música suas emoções. E é de experiências emocionais que se vive a arte em suas diversas linguagens! Por isso, decidi, como no caso do blog, disponibilizar gratuitamente e para o máximo de educadores, escolas e professores de São Paulo esse seleto repertório de sons do “Universo”.

O CD será distribuído também em alguns pontos de encontro:

  • Parque Ibirapuera – Domingos em Junho
  • Faculdades com curso de Licenciatura Plena em Artes Visuais
  • E nas oficinas do Sustentabiliarte

Com certeza, quero chegar ao ponto de dividir minha visão com o Brasil Inteiro. Este é o volume I, já está saindo o volume 2, em que poderão ser trabalhados diferentes temas e até mesmo atividades de artes visuais, dança (expressão corporal), relaxamento, yoga, meditação e musicoterapia.

Ajude meu sonho de ver muitas crianças felizes, criando e se emocionando ao escutar um simples som… Muitos educadores poderão desenvolver projetos a partir do estímulo auditivo, unindo música, dança, som e arte!

CD Sustentabiliarte : Tempo&Som&Espaço (Volume 1)

Orçamento

O dinheiro será utilizado para pagar o produtor musical e a prensagem do CD e arte (capa,encarte e arte final).

  • Produtor musical (mixagem + master) : R$ 1.000,00 (valor abaixo do mercado, por apoiar o projeto).
  • CD 1.000 (mil cópias) – R$ 2.500,00
  • Arte: (capa, encarte, arte final) – R$ 500,00
  • Selo independente
  • Distribuição de 1.000 cópias gratuitas ao público educacional.

Semana da água – Som para relaxar

Depois da aula sobrou aqueles 10 ou 15 minutos… Que tal fazer uma aula de relaxamento, contar uma história levando seus alunos a vivenciar uma experiencia de ir até uma cachoeira, ou uma ilha … Divida o tempo em dois momentos ou use um som para cada dia!

Crianças têm uma grande imaginação, vivenciam experiências únicas…. basta uma simples iniciativa!

Era uma vez… no… 15 crianças (numero de alunos), viajaram para (uma mata, ilha e etc…) e se deparam com uma linda…. enorme… com muitos (animais ex: aves, peixes,) um arco-íris se formou no céu, o sol e a lua estavam lá….use a sua imaginação! Escute a voz do seu coração…