Pião de Tampinha de Detergente

Criatividade sem limites….

Meninos usam toda sua imaginação e fazem elaborados piões. O verdadeiro “Beyblade Sustentável”. Faça você o seu!

Anúncios

Projeto Território do Brincar – Instituto Alana

Brincadeiras do litoral do Ceará

Um encontro com a criança brasileira.

Território do Brincar em Tatajuba, no Ceará, com muitas invenções de jogos e brincadeiras para contar. Assista o vídeo e se inspire, brinque e se deixe brincar… Alegria risada e diversão também colhem bons frutos. Cante, pule e vibre!

Fonte: http://educacao.alana.org.br/

Feira de Troca de Brinquedos

A campanha das feiras de troca de brinquedos surgiu em 2012. Na comemoração do dia das crianças daquele ano aconteceram mais de 50 feiras autônomas em todo o país. Em 2013, a iniciativa cresceu. Foram mais de 90 feiras em 47 cidades e 20 estados, além de 2 feiras fora do país (Portugal e Austrália).

troca

Passado o 12 de outubro, a iniciativa segue autônoma com mais feiras ao redor do país. Afinal, repensar o consumismo é atividade cotidiana e o Natal também é época de bombardeio de publicidade infantil. O site ficará disponível para que os eventos sejam inseridos e em 2014 a campanha focada no Dia das Crianças volta com força total.

O material de apoio para que pais, mães, organizações e movimentos realizem suas próprias feiras estará sempre disponível. Aqui mesmo tem tudo sobre como organizar sua feira.

Além de ser uma atividade divertida, as feiras de troca possibilitam entrosamento e socialização entre os pequenos. Muito mais do que trocar brinquedos que já não interessam como antes, a experiência é enriquecedora por dar novos significados a objetos antigos e afirmar que as relações não precisam ser pautadas na compra.

Boas trocas!

http://mobilizacao.alana.org.br/

 

tumblr_mupvh8PA561rctyzfo1_1280 tumblr_mupvh8PA561rctyzfo2_1280 tumblr_mupvh8PA561rctyzfo3_1280 tumblr_mupvh8PA561rctyzfo6_1280 tumblr_mupvh8PA561rctyzfo7_1280 tumblr_mupvh8PA561rctyzfo8_1280

Contatos: Para falar conosco, saber mais ou enviar informações sobre a sua feira, mande um e-mail para voluntariado@alana.org.br

Fonte: http://mobilizacao.alana.org.br/

Criança – A alma do negócio

 

Criança, a alma do negócio é um documentário nacional de 2008, dirigido por Estela Renner, produzido por Marcos Nisti e Maria Farinha Produções, que trata de um assunto de extrema seriedade e que muitas vezes é neglicenciado: a publicidade e o mercado de consumo direcionados para o público infantil.

Criança, a alma do negócio é um documentário simples, todo baseado em depoimentos de pais, crianças, pedagogos, pesquisadores – enfim, um rol de diferentes pessoas – com o objetivo de debater e questionar tanto os métodos quanto a ética que permeia a publicidade e o consumo voltado para crianças e adolescentes, e quais os impactos que isso poderá trazer à nossa sociedade no curto e longo prazo.

 

Assista à íntegra do documentário “Criança, a alma do negócio”  :

consumo infantil - crianca-a-alma-do-negocio

Com um estilo influenciado pelos documentários de Michael Moore e, principalmente, Super Size Me, de Morgan Spurlock, somos apresentados primeiro a uma série de curtos depoimentos intercalados de crianças, pais, especialistas e até comerciais, que nos passam como é esse relacionamento entre as crianças e o consumo. Crianças dizendo, por exemplo, que preferem comprar do que brincar; uma garotinha que sabe de cor alguns comerciais e tem nada menos do que 22 pares de sapato; até mesmo o sentimento de frustração, não só dos pequenos como dos próprios pais, quando não têm os seus desejos atendidos; além de outras influências negativas, como um sentimento de alta competitividade, e fatores de inclusão e exclusão de grupos pela posse ou não de determinados produtos.

O documentário nos coloca alguns dados técnicos impressionantes, por exemplo, o de que o necessário para uma marca atingir uma criança é apenas 30 segundos. Ou até que 80% da influência de compra em uma casa parte das crianças. Some isso ao depoimento de uma menina, que diz o seguinte, ao ser indagada por que deseja comprar algo: “O motivo? Isso eu ainda não descobri. Só sei que eu quero”.

Especialistas dão a sua opinião sobre qual é o papel da publicidade, e se é ético direcioná-la para um público que não tem uma real capacidade de discernir e interpretar aquilo que está sendo apresentado a elas. O CONAR, sendo um órgão institucional, acaba por defender majoritariamente os interesses da própria atividade comercial que ele representa, e não o público e as pessoas afetadas pela publicidade.

Criança, a alma do negócio também nos aponta dados mostrando que o consumismo chegando mais cedo acaba por encurtar a fase da infância. Esta ideia culmina em um depoimento de uma “criança” de 13 anos, casada e na segunda gravidez. Esse depoimento é dado em tom natural, sem nenhuma intenção de chocar, inclusive com um ar infantil, o que é totalmente díspar em relação à situação que ela enfrentará de criar e educar um filho. Talvez ela não tenha estrutura para lidar apenas com ela mesma, sem auxílio.

Outros pontos são abordados, como a sustentabilidade, o papel dos pais tendo que lutar contra uma indústria bilionária, e até mesmo como isso pode influenciar na formação do caráter e dos valores desses jovens.

Criança, a alma do negócio nos faz refletir sobre a sociedade que estamos criando para o futuro. Nos faz avaliar o valor da publicidade e do consumo, e qual o impacto real dela sobre todos os indivíduos – não só do prisma das crianças, mas questionando a sua influência sobre nós mesmos, e se realmente queremos nos definir por aquilo que compramos para, aí sim, formar o que somos.

 

Fonte:http://www.vortexcultural.com.br/cinema/critica-crianca-a-alma-do-negocio/

 

Criança Ecológica

 

A Secretária do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, está com um programa chamado “Criança Ecologica”, que tem como objetivo informar e sensibilizar as crianças do Ensino Fundamental sobre a agenda ambiental. As crianças aprendem como economizar água, energia e reciclar o lixo. Na Villa Ambiental elas aprendem de uma maneira divertida a  cuidar e respeitar a natureza. Agende a sua visita com os alunos, cadastre-se no site!

 

Você quer ser uma criança ecológica?

A criança ecológica é uma defensora da natureza.

Você gosta dos animais? Cuida das plantas? Sabe da importância de economizar a água e de reciclar o lixo?

Os animais são nossos amigos.

Eles podem nos ajudar no trabalho, fornecem alimentos e são importantes para o equilíbrio da natureza.

As plantas oferecem oxigênio e tornam puro o ar que respiramos. Elas deixam o clima mais agradável e o ambiente mais bonito.

A água é fundamental para a vida na Terra. Todos os seres vivos precisam de água. A poluição das águas causa doenças ao homem e o desperdício diminui a sua quantidade para beber.

Muito lixo que vai para a lixeira pode ser reciclado e transformado em outro utensílio. Evite o desperdício.

Assim, a criança ecológica tem boas atitudes e protege o meio ambiente.