Expressão Corporal

Arte de expressar sentimentos, e dissolver os limites que vão além de gestos …

Toda criança fala muito bem corporalmente… E como fala! para ajudá-las a deixar a timidez no canto da sala, você pode passar uma atividade rica culturalmente e divertida!

Proposta

IMG_0197

Aula de expressão Corporal – Músicas folclóricas pelo mundo.

Desenvolver com: Educação Infantil e Fundamental I

45 minutos

Objetivos

Perder a timidez e ganhar autoconfiança
Conhecer e valorizar as possibilidades expressivas do próprio corpo
Comunicar, através do movimento, emoções e estados afetivos

Escolher um espaço livre, sem carteiras e cadeiras, se na sua escola tem sala de dança, lá será um ótimo lugar, se tiver um jardim grande com gramado extenso, ideal! Eu costumo usar a sala de judô, e a opção que tenho. Busque na internet músicas folclóricas de diferentes lugares do mundo. Ainda em sala de aula, antes de irmos para o espaço onde acontecerá a atividade,  mostre o vídeo que você achou no youtube, fale um pouco sobre a cultura do lugar,seus costumes, mostre no mapa onde fica, qual idioma eles falam (mostre um outro vídeo de pessoas falando o idioma). Após uma breve apresentação, vamos ao local da atividade prática.

Necessário:

  • mapa múndi
  • datashow
  • roupas confortáveis
  • descalços
  • som e músicas folclóricas + música de relaxamento

Lembrando que, os movimentos serão livres, total liberdade de expressão. Deixem que-os façam de acordo com o que sentem, se é a primeira vez do grupo, o professor para obter a atenção e o entusiasmo dos envolvidos, deverá ser o primeiro a apresentar-se, mostre-os de uma forma natural alguns movimentos… Diga aos alunos que venham participar e logo todos estarão em movimento.  Depois de uns dez minutos de performance artística, sente em roda com eles, pergunte sobre o que sentiram, reconhecem alguns instrumentos, quais? Agora diga-lhes que se apresentem individualmente, se ficarem aflitos, passe confiança ao dizer que está tudo bem, todos já se conhecem, não há motivos para se envergonharem uns dos outros. Com muita calma e carisma, você passará a seguranças que eles esperam para ir adiante e se apresentarem.

Nessa hora o bom relacionamento do professor com os alunos é fundamental para obter os resultados esperados e atingir os objetivos.

Após a apresentação individual, se algum aluno quiser ir novamente, deixe que faça, é um estímulo aos demais amigos. Para finalizar, hora do relaxamento, todos de barriga para cima, coloque uma música relaxante e conte-lhes uma pequenina história sobre os povos do local escolhido. No meu caso foi o Vietnã.

Vídeo educativo

 Música Vietnamita

 

 

29 de abril- O Dia Internacional da Dança

O Dia Internacional da Dança ou Dia Mundial da Dança comemorado no dia 29 de abril, foi instituído pelo CID (Comitê Internacional da Dança) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) no ano de 1982.

Ainda é uma efeméride nova e até mesmo desconhecida para muita gente, pois começou a ser realmente lembrada no Brasil nestes últimos anos. Cada vez mais, no entanto, artistas e profissionais da área reconhecem que é importante celebrar a data para, inclusive, dar maior visibilidade à dança, lembrar-se de sua importância e de suas demandas.

dia internacional da dança 2

Ao criar o Dia Internacional da Dança a UNESCO escolheu o 29 de abril por ser a data de nascimento do mestre francês Jean-Georges Noverre (1727-1810). Ele ultrapassou os princípios gerais que norteavam a dança do seu tempo para enfrentar problemas relativos à execução da obra. Sua proposta era atribuir expressividade a dança por meio da pantomima, a simplificação na execução dos passos e a sutileza nos movimentos. Noverre se destaca na história por ter escrito um conjunto de cartas sobre o balé de sua época, “Letters sur la Danse”.

Por coincidência, entre os brasileiros a data também pode estar associada ao aniversário de uma personalidade de indiscutível importância: Marika Gidali, a bailarina que, com Décio Otero, fundou o Ballet Stagium em 1971 em São Paulo, para inaugurar no Brasil uma nova maneira de se fazer e apreciar dança.

O Dia Internacional da Dança é importante como mais um espaço de mobilização em torno deste assunto. Alguns dos objetivos desta comemoração é aumentar a atenção pela importância da dança entre o público geral, assim como incentivar governos de todo o mundo para fornecerem melhores políticas públicas voltadas à dança.

Enquanto a dança tem sido uma parte integral da cultura humana através de sua história, não é prioridade oficial no mundo. Em particular, o professor Alkis Raftis, então presidente do Conselho Internacional de Dança, disse em seu discurso em 2003 que “em mais da metade dos 200 países no mundo, a dança não aparece em textos legais (para melhor ou para pior). Não há fundos no orçamento do Estado alocados para o apoio a este tipo de arte. Não há educação da dança, seja privada ou pública”.

dia mundial da danca