Isoporgravura

 A isoporgravura é uma arte baseada na xilogravura

xilogravura

substantivo feminino
  1. 1.
    arte e técnica de fazer gravuras em relevo sobre madeira.
  2. 2.
    estampa obtida através dessa técnica.
    A técnica mais antiga de gravura é a xilogravura, que foi inventada como um método de impressão sobre tecido na China, no Egito e no Império Bizantino. A técnica alcançou a Europa através dos Impérios Bizantino e Islâmico antes de 1300. O papel chegou à Europa um pouco depois, também vindo da China através da Espanha Islâmica e já era fabricado na Itália.

A técnica de isoporgravura é muito utilizado por arte-educadores, pois ensinar a xilogravura para crianças requer muito cuidado, e dependendo da idade, é quase impossível, pois necessita força e muita atenção ao manusear as goivas!

Proposta


Usando a ponta do lápis para fazer um desenho em uma bandejinha de isopor, afundando o lápis para que ficasse um desenho em baixo relevo, depois passamos com um rolinho um pouco de tinta e pressionamos a bandejinha sobre a folha. Aperte todos os cantos da folha sobre o isopor.

 

ARTISTA PARA REFERENCIAR A AULA


 

Meditação para crianças

Uma proposta que ajudará as crianças a controlarem suas emoções de uma forma sabia e consciente!

Vamos fazer uma aula de meditação para as crianças?

POR QUÊ?

Meditar é uma das maiores artes da vida, talvez a maior de todas!

Meditar é muito mais que focar a atenção em algo concreto, em um pensamento, na respiração ou no próprio corpo. Meditação é a compreensão da totalidade da vida, na qual não existe mais nenhuma espécie de fragmentação.

Ensinar as crianças a prestarem a atenção em um objeto, na sua respiração, nos movimentos do corpo, é um simples exercício, e não podemos dizer que isso é meditação de fato! Esses ” exercícios” ajuda a criança a focar sua atenção, propiciando calma, concentração e autocontrole de suas emoções… Para que futuramente, ela por si só, descubra o que é meditar. Ter uma mente livre e consciente.

Meditação não é o controle do pensamento, porque, quando o pensamento é controlado, gera conflito na mente, mas, quando se compreende a estrutura e a origem do pensamento, o pensamento então não mais interfere. Essa compreensão da estrutura do pensar é a sua própria disciplina, que é meditação.

Meditação é estar cônscio de cada pensamento de cada sentimento, nunca dizer que ele é certo ou errado, porém simplesmente observar e acompanhar seu movimento. Nessa vigilância, compreender o movimento total do pensamento e do sentimento.

KRISHNAMURTI

Para que serve a meditação para as crianças


 

Ajudar a compreender seus pensamentos e sentimentos, uma ferramenta de autoconhecimento. Meditar é uma das maiores artes da vida. E estimular a criança a essa prática é fundamental, se queremos ver crianças, felizes e conscientes.

“Quando aplicada corretamente, a meditação ensina a criança a ter autocontrole”, diz a psicóloga norte americana Deborah Rozman, autora de Meditação para Crianças. Segundo ela, estudos comprovaram que a meditação ajuda pequenos muito inquietos a controlar o temperamento.

Achei na internet uma lista de benefícios da meditação, escritas por Patricia Diaz:

1. Será mais responsável, tanto das suas coisas materiais como das suas emoções, da sua vida e da sua felicidade.

2. Gostará mais de si mesmo.

3. Poderá se concentrar melhor ao ser capaz de focar sua atenção no que deseja, sem cair em distrações.

4. Terá menos ansiedade e menos estresse.

5. Dormirá melhor.

6. Será menos impulsivo.

7. Terá mais autoestima, e mais segurança em si mesmo.

8. Melhorará o seu rendimento acadêmico.

9. Melhorará o controle das suas emoções.

10. Melhorará suas relações sociais. Mostrará mais empatia e gratidão.

11. Melhorará o seu sistema imunológico.

12. Será menos violento.


Atividade- Exercício de Respiração

Faixa etária: A partir de 6 anos.

Os objetivos são diversos, porém o principal é o autoconhecimento.

Proposta



 image1 (1)

Em um ambiente arejado, limpo e  aconchegante, com os pés descalços e livres, formar um círculo com as crianças e explicar a elas sobre a meditação, necessário que o educador já tenha praticado alguns exercícios, ou seja simpatizante dessa prática. Após a explicação, deixem que eles busquem a melhor posição para relaxar e prestar a sua total atenção na respiração. Agora você direciona as técnicas de respiração ao grupo. Temos essa dica de atividade:

“Em Los Angeles, nos Estados Unidos, existe uma fundação chamada Inner Kids. Uma das atividades desenvolvidas por eles é uma prática de relaxamento com atenção na respiração em que as crianças ficam deitadas com um ursinho de pelúcia sobre a barriga. Isso ajuda a treinar a atenção para a respiração abdominal. Como o foco é o movimento do ursinho sobre a barriga, as crianças tendem a se manter ligadas na prática”

image2 (1).jpeg

 

 

 

 

Ideias Natalinas

 

Se aproxima o Natal, data comemorativa que tornou-se ao longo dos anos uma data ligada diretamente ao consumismo. Pouco se fala de sua essência e verdadeira ligação (suas raízes). Enfim, acredito que o verdadeiro espírito natalino, não tem credo e nem religião, podemos ser neutros em repassar essa mensagem nas escolas, através de experiências práticas de amor, solidariedade, união e fraternidade, onde as estimularemos com atividades artísticas. Mas para ser sincera… esse espírito natalino deve perpetuar-se por todo ano escolar.

Desejando Paz e Amor todo MOMENTO…

Afinal, sempre sobra para o professor de artes decorar a escola! Não é?

Então aproveite algumas dicas de atividades artísticas realizadas:

  • Mobiles de CD;
  • Cartões de bandeja de isopor com tampinhas;
  • Árvores de cápsulas de café;

 

 

Abstracionismo Coletivo

 

Sabe aquela bisnaga de tinta relevo que você nunca consegue tirar o resto de tinta lá de dentro. Porque fica velha, entope o pico e endurece…. Então, junta tudo, pegue uma tesoura boa ou estilete, corte as bisnagas. E comece a criar. Se precisar separe palitos para ajudar a puxar a tinta. Uma composição abstrata é uma boa opção!

Objetivos

  • Conscientizar os alunos sobre a importância de realizar ações artísticas em prol do planeta;
  • Apresentar o movimento Abstracionista;
  • Estimular a criatividade através de experiências práticas;
  • Brincar com as cores ao criar a composição;
  • Valorizar o trabalho em equipe e a liberdade de expressão;

Materiais

  • Suporte: papelão, madeira, pvc, isopor , etc…
  • Resto de tintas “endurecidas”
  • Tesoura
  • Saco plástico, servirá de luva

PROPOSTA

Uma aula sobre o movimento abstracionista é de fato algo mágico para o público infantil. Faça uma apresentação sobre as características das obras, o que as define como abstrata (lírica e geométrica).  Enriqueça o repertório visual dos alunos, não se apegue em fixar nomes de artistas e obras… Deixe fluir O MUNDO DA ABSTRAÇÃO, vamos visualizar imagens e imaginar nossas próprias criações.

Fugir da realidade requer incentivo… então, professor crie um ambiente abstrato propício!

Um artista em ação …  Sugestão de vídeo:

Ao iniciar a composição coloque música, psicodélica instrumental. Sugestão:

 

Deixe-os (alunos) livres para compor, fazer estudos com:

  • giz de cera
  • lápis de cor
  • aquarela
  • pastel : seco ou oleoso

Com certeza, ajudará as crianças  exercitarem a liberdade de expressão. Como educadora vejo o quanto somos oprimidos, a maior parte de nosso alunos fazem desenhos pequeninos. Muitos deles, quando deparam-se com uma folha A3, não sabem o que fazer, como agir diante desse imensurável  mundo branco “da folha”.

Ajude seu alunos a quebrar barreiras “emocionais,” isso valerá muito mais do que ensinar sobre: Kandinsky, Volpi, Klee, Pollock, Mondrian entre outros… Tudo que é para vida do indivíduo é mais importante, sem dúvida. Ele nunca esquecerá.

O professor deve sempre participar criando obras junto aos alunos. 

Problemática

O desperdício de material de alguma forma agride o meio ambiente ?

Quando estamos dispostos a recuperar um material que seria descartado ao lixo, ajudamos o planeta?

As obras do artistas mexeram com o seu emocional?

O que é abstrato para você?

O fazer

 

❤️♻️✅🌐🌈#sustentabiliarte #sustentabilidade#sostenible #arteecologica #arte#sustainability #artesustentavel #artkids#art #artchildrem #natureza #educacao #educar #vida #life #nature#suatentavel #reciclar #reaproveitar#reutilizar #ecologia #planetaterra#neurociencia 
#ecopedagogia #eco #ecoart#cidadaniaplanetaria #planetariedade#planetavivo

AOS PASSOS DE FRANS KRAJCBERG

Escultor, pintor, gravador, fotógrafo e ambientalista. Frans era um ecologista, dono de uma obra conceitual e ambiental, fruto de uma alma ativista e protetora. Assim é a vida de Krajecberg, onde a natureza torna-se a matéria-prima essencial do artista. A paisagem brasileira, em especial a floresta amazônica e a defesa do meio ambiente marcam toda a sua obra.

“Com minha obra, exprimo a consciência revoltada do planeta”

Frans K.

Objetivos


  • Conscientizar os alunos sobre a importância de realizar ações ambientais em prol do planeta;
  • Apresentar a Biografia de Frans Krajecberg;
  • Conectar a criança com a natureza, seu ambiente natural;
  • Apurar e aguçar os sentidos (olfato, tato, visual e auditivo).

Público-alvo


Educação Infantil e Fundamenta I e II

Materiais


  • Sementes
  • Troncos
  • Folhas secas
  • Papelão
  • Cola
  • Tesouras
  • Sacola – coletar os materiais

PROPOSTA


Uma aula sobre a vida de Frans e suas obras, em especial obras da série africana, marcam a carreira artística e ativista do artista, que vive e atua em defesa das florestas, registrando em suas fotos o desmatamento e as queimadas.

Debatemos os problemas que enfrentaremos se continuarmos a desmatar freneticamente.

Problemática

As florestas são os pulmões do planeta?

A história por trás dos fatos, que levaram o artista a produzir tais obras, tem significado para você (aluno)?

As obras do artista mexeram com o seu emocional?

Os alunos coletaram no chão (orientar os alunos para não agredir/arrancar da natureza viva), folhas, sementes, troncos e diversos resíduos naturais que eles achavam apropriados para ilustrar sua composição.  Serão duas obras: uma grande e coletiva, que poderá ser exposta no colégio mediante a um contrato didático e outra individual, um fragmento para levar para casa.

Vamos agora para o que realmente importa, o FAZER! Deixem que montem e desmontem quantas vezes forem necessárias, passar a cola somente quando todos estiverem de acordo com o resultado final. Momentos de apreciação devem ser estimulados pelo educador. Diga a seus alunos que parem e observem sua obra, um olhar bem próximo e um olhar distante são necessários na hora da montagem.

image1 (2) image2 (2) image3 (2) image4 (2) image5 (1) image6 (1)

Biografia
Frans Krajcberg (Kozienice, Polônia, 1921). Escultor, pintor, gravador, fotógrafo. Estuda engenharia e artes na Universidade de Leningrado. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), perde toda a família em um campo de concentração. Muda-se para a Alemanha, ingressando na Academia de Belas Artes de Stuttgart, onde é aluno de Willy Baumeister. Chega ao Brasil em 1948. Em 1951, participa da 1ª Bienal Internacional de São Paulo com duas pinturas. Reside por um breve período no Paraná, isolando-se na floresta para pintar. Em 1956, muda-se para o Rio de Janeiro, onde divide o ateliê com o escultor Franz Weissmann (1911-2005). Naturaliza-se brasileiro no ano seguinte. A partir de 1958, alterna residência entre o Rio de Janeiro, Paris e Ibiza. Desde 1972, reside em Nova Viçosa, no litoral sul da Bahia. Amplia o trabalho com escultura, iniciado em Minas Gerais, utilizando troncos e raízes, sobre os quais realiza intervenções. Viaja constantemente para a Amazônia e Mato Grosso e fotografa os desmatamentos e queimadas, revelando imagens dramáticas. Dessas viagens, retorna com raízes e troncos calcinados, que utiliza em suas esculturas. Na década de 1980, inicia a série Africana, utilizando raízes, cipós e caules de palmeiras associados a pigmentos minerais. A pesquisa e utilização de elementos da natureza, em especial da floresta amazônica, e a defesa do meio ambiente, marcam toda sua obra. O Instituto Frans Krajcberg, em Curitiba, é inaugurado em 2003, recebendo a doação de mais de uma centena de obras do artista.

Fonte: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa10730/frans-krajcberg

Esculturas de cano de PVC- Construção Coletiva

Escultura
substantivo feminino
  1. 1.
    art.plást arte que se expressa pela criação de formas plásticas em volumes ou relevos, seja pela modelagem de substâncias maleáveis e/ou moldáveis, seja pelo desbaste de sólidos (como na torêutica e na glíptica), seja pela reunião de materiais e/ou objetos diversos.
  2. 2.
    art.plást a obra de arte que resulta do processo de esculpir.
    Partindo dessa definição, a aula buscou apresentar diferentes referências artísticas com intuito de a florar as ideias!  

    OBJETIVOS

    • Conscientizar os alunos sobre a importância de realizar ações em grupo de forma cooperativa/colaborativa;
    • Apresentar  diversos artistas cuja as obras são 3D;
    • Valorizar o uso de materiais recicláveis para compor obras;
    • Enriquecer o repertório artísticos dos alunos;

    MATERIAIS

    • Cano de PVC – diversos tamanhos e larguras
    • Serrinha
    • Cola de PVC e cola adesiva ex: Super Bonder
    • Suporte – pedaço de madeira
    • Spray – Diversas cores, ex: Colorgin /Montana
    • Lixa para cano de pvc

    PROPOSTA

    Fund II, a partir do 7º ano

    Apresentar uma linha cronológica do mundo das esculturas artísticas, ressaltar alguns nomes de artistas importantes na história a arte. Discutir com o grupo (alunos envolvidos) o valor estética, emocional, poético e o conceitual de algumas obras.

    Como educadores, sempre devemos, deixar que eles (alunos) falem seu ponto de vista por mais que, ao nosso ver, seja raso e imaturo, assim, podemos entender seu repertório (seu universo) artístico. O quanto ele se aprofunda em sua própria análise crítica. 

    Por fim, realizar uma exposição das obras feitas pelos alunos. Sempre crie um contrato didático, explicando o objetivo da atividade, ano e técnica usada.

    image7image5image4 (1)image1 (1)

    image3 (1)image2 (1)
    O FAZER
    A importância realmente está para o fazer, o resultado é consequência do envolvimento e entrosamento do grupo, afinal, é na construção que os alunos trocam experiências, expõem seus valores, aprendem a ouvir, a falar, a questionar de forma colaborativa, amadurecendo seu senso crítico e emocional.

A emoção também deve ser valorizada, em minhas aulas, eu valorizo atentamente a postura emocional de cada aluno. A arte, o fazer arte, é emoção, pura emoção e criatividade!

Nas escolas ainda trabalhamos de forma muito mais individualista. Nosso sistema educacional é sim, egoísta e egocêntrico. Mas a mudança só acontecerá se todos estiverem dispostos a aprender a escutar e agir com humildade. Os valores estão invertidos, desdá gestão educacional, passando pela administrativa indo até a sala de aula. Sendo que na verdade, o problema do egocentrismo é de parâmetro mundial. Mas como não sou pessimista (professora utópica) faço minha parte, e você?

Terra e Sustentabilidade – documentário completo

Para entender um pouco mais de sustentabilidade!

Aula de artes + Geografia = Interatividade e interdisciplinariedade.

O documentário Terra e Sustentabilidade apresenta os benefícios de um dos sistemas agrícolas mais eficientes do ponto de vista da sustentabilidade e da produtividade no campo, o sistema de manejo agrícola Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF), que tem como objetivo integrar produção de alimentos, fibras, energia e madeira, realizados na mesma área, em cultivo consorciado, em sucessão ou rotação.
Terra e Sustentabilidade mostra que as vantagens da recuperação de áreas e integração de cultivos são muitas: redução de custos de produção, melhor uso da terra, mais eficiência no uso da mão de obra e dos recursos de produção e uso adequado de energia, além da redução de emissões de gases de efeito estufa.
A John Deere participa ativamente do programa integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF). A empresa apresenta aos produtores, por meio de dias de campo, os benefícios sociais, ambientais e econômicos da rotação de culturas, com pastagens e plantio de espécies florestais. “A John Deere tem organizado uma série de eventos e encontros com os agricultores, o que permite a ampliação da transferência de tecnologia e conhecimento técnico-cientifico aos produtores rurais”, diz Alfredo Miguel Neto, diretor de Assuntos Corporativos América Latina da John Deere.

Máscaras Africanas Sustentáveis

Desenvolver uma aula cultural e prática, foi o ponto de partida dessa proposta.

Vídeo Educativo + Imagens (google) + Máscaras (aula prática) = Exposição da obra dos alunos

PROPOSTA

Fundamental I e II

A cultura africana e o e conceito das máscaras para as tribos. Iniciar a atividade abordando (os alunos):

O que simboliza as Máscaras para os povos e tribos africanas?

Professor, pesquisa sobre o assunto em fontes de sua escolha, afinal é uma cultura riquíssima, onde diversos países relatam suas crenças. Eu optei por Etiópia e Somália.

 

Uma aula rica em cultura, pois falar do continente africano é falarmos de nós, da origem, do berço da humanidade. 

Vídeo Educativo:

Kiriku ou Kiriku e a Feiticeira é um longa-metragem de animação franco-belga de 1998 dirigido  por Michel Ocelot. O diretor do filme, passou parte da infância na Guiné, onde conheceu a lenda de Kiriku.

O filme retrata uma lenda africana, em que um recém-nascido superdotado que sabe falar, andar e correr muito rápido se incumbe de salvar a sua aldeia de Karabá, uma feiticeira terrível que deu fim a todos os guerreiros da aldeia, secou a sua fonte d’água e roubou todo o ouro das mulheres. Kiriku é tratado de forma ambígua pelas pessoas de sua aldeia, por ser um bebê, é desprezado pelos mais velhos quando tenta ajudá-los, porém, quando realiza atos heroicos, suas façanhas são muito comemoradas, embora logo em seguida voltem a desprezá-lo. Apenas a sua mãe lhe trata de acordo com sua inteligência.

IMG_5273

O ponto, a linha e as formas livres no disquete – Composição Tridimensional

O ponto, a linha e as formas podem ser trabalhados em sala de aula através da beleza da natureza. Ao invés de passar as obras de grandes metres da pintura ( Monet, Kandinsky, Klee, Miró e outros) podemos apresentar imagens praticamente impossíveis de ver-se, de viver-se…  Afinal existem lugares mágicos e inacessíveis no planeta. Sorte daquele que fez essas imagens (vídeos abaixo).

Partindo desse horizonte natural e emocionante… busquei vídeos (timelapse) que possam compartilhar imagens incríveis, momentos únicos que transbordam linhas, pontos e formas.

A natureza é a chave mais preciosa para estimular nossa criatividade e emoções.  A mais pura forma de liberdade das linhas e dos pontos. Ela é completa, simples assim… O homem pode pintá-la, mas não pode ser a natureza, você entende? Ela é perfeita.

ATIVIDADE

O ponto, a linha e as formas livres 

EDUCAÇÃO INFANTIL – FUND. I E FUND II


Para começar :

Explicativa

Faça uma pequena apresentação sobre o tema, explique (explicação adequada) de acordo com a faixa etária da turma.

Ilustrativa

Desenhe sempre para ilustrar melhor sua explicação, assim você ajuda eles (alunos) a memorizarem melhor, pois quando damos diferentes opções, possibilitamos um melhor aprendizado.

Por que?  Já sabemos que cada indivíduo aprende de uma maneira,”forma” diferente!

Deixem (os alunos) dividirem suas experiências com a turma, pois eles adoram falar…. professor aprenda a escutar.

Passe o vídeo educativo (segue algumas dicas abaixo)

Uma roda de conversa (os envolvidos na atividade) onde o assunto seja  as imagens, amarrando assim as ideias!

Passe o vídeo

Prática

Crie uma composição artística, faça algo de sua preferência.

Nós realizamos essa:

image1 (7)

image4 (4) image5 (2) image6 (1) image7 image9

Vídeos Educativos

Escola Vila Verde – Alto Paraíso – Goiás.

Uma escola exemplo!

Fui conhecer  Alto Paraíso- Goiás e em uma pesquisa pela internet encontrei a Escola Via Verde e é claro que eu quis conhece-lá, afinal quantas Escolas tem essa filosofia:

A Escola Vila Verde é uma escola independente situada no município de Alto Paraiso de Goiás, Brasil.  Além de oferecer os conteúdos propostos pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura do Brasil), a Escola Vila Verde se propõe a oferecer uma educação diferenciada, ecológica, sustentável e integrada (visando o desenvolvimento do potencial intelectual, emocional, social, físico, artístico, criativo e espiritual de cada criança), abordando os conteúdos escolares de uma maneira contextualizada.

Me apaixonei e quero voltar para lá com projetos… afinal tenho muito que aprender com esse Escola.

Objetivo da escola


Nossa proposta tem como objetivo contribuir com o processo educacional da criança, valorizando todas as dimensões do ser humano e suas variadas formas de expressão, num contexto lúdico e cooperativo, onde o movimento e o gesto aliam-se ao prazer da descoberta, da criação, da construção. Entendendo que criança é agente do seu próprio conhecimento e aprende através das contínuas trocas que estabelece com o meio físico e social. O erro, nessa perspectiva, é visto como um elemento importante no processo de aprendizagem, uma vez que impulsiona avanços cognitivos e indica o nível em que a criança se encontra.

Site: http://vilaverdeescola.wix.com/escolavilaverde#!escola/c1ob7

unnamed

image3 (2) image4 (3) image5 (1) image6