História do Dia Mundial da Água

O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado a discussão sobre os diversos temas relacionadas a este importante bem natural.

Mas porque a ONU se preocupou com a água se sabemos que dois terços do planeta Terra é formado por este precioso líquido? A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do nosso planeta é potável (própria para o consumo). E como pingo-daguasabemos, grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) esta sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial. Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema.

No dia 22 de março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a “Declaração Universal dos Direitos da Água” (leia abaixo). Este texto apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.

Mas como devemos comemorar esta importante data? Não só neste dia, mas também nos outros 364 dias do ano, precisamos tomar atitudes em nosso dia-a-dia que colaborem para a preservação e economia deste bem natural. Sugestões não faltam: não jogar lixo nos rios e lagos; economizar água nas atividades cotidianas (banho, escovação de dentes, lavagem de louças etc); reutilizar a água em diversas situações; respeitar as regiões de mananciais e divulgar idéias ecológicas para amigos, parentes e outras pessoas.

Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º – A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.

Art. 2º – A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º – Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º – O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º – A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º – A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º – A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º – A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º – A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º – O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

Dia-Mundial-da-agua-22-de-Marco

Frases sobre o Dia Mundial da Água:

– Água é vida. Vamos usar com inteligência para que ela nunca falte.

– O futuro de nosso planeta depende da forma com que usamos a água hoje.

– Todo dia é dia de água, pois ela está presente em tudo e em todos.

– O Dia Mundial da Água não é só para pensar, mas principalmente para agir: vamos usar este recurso natural com sabedoria para que ele nunca acabe.

– Sem a água não haveria vida na Terra! Pense nisso neste Dia Mundial da Água.

Fonte:

Educação Ambiental – Ep. 1: Ecossistema e desequilíbrio ecológico

No episódio de estreia o biólogo Vinicius Thees, que irá nos guiar por esta jornada em defesa da natureza, fala sobre as consequências da ação do homem no meio ambiente. Descubra porque o mico é considerado uma praga no Rio de Janeiro e saiba como você pode ajudar a minimizar os impactos ambientais.

Sustentabilidade – o Que É – o Que Não É

Sustentabilidade – o Que É – o Que Não É

livro_sustentabilidade_perspectiva_21_isae
Editora: Vozes
A sustentabilidade representa, diante da crise socioambiental generalizada, uma questão de vida ou morte. O autor faz um histórico do conceito desde o século XVI até os dias atuais, submetendo a uma rigorosa crítica os vários modelos existentes de desenvolvimento sustentável.

Crianças gerando energia limpa. Simples e brilhante.

Por Luciana Brandão às 23h28 de 07/02/2014

Movimento gerando energia? Certo. Crianças trabalhando? Errado. Mas, quando somamos trabalho como gerador de energia e crianças em movimento  o resultado é iluminado. Bem Markhan e sua esposa viveram e trabalharam como voluntários durante um ano e meio na cidade de Gana na África e sensibilizaram-se com dois problemas: a falta de brinquedos para as crianças nas escolas, parques e áreas públicas e com as consequências dos frequentes apagões, sobretudo em áreas mais longínquas. São em momentos como estes que a senhora eureca visita às mentes empenhadas em ajudar. É quando o ser humana demonstra todo seu potencial criativo. Juntando sensibilidade e conhecimento, Markham, ex-vice-presidente da ExxonMobil, importante petrolífera multinacional teve a ideia de transformar a energia das crianças em energia elétrica. Um casamento perfeito entre demandas.

ecosistema-urbano-kinetic-carousel-espanha-zupi-5

Em parceria com a Birgham Young University (que financiou boa parte da ação), mostrou que com uma boa dose de vontade, soluções absolutamente simples são possíveis. O equipamento de geração de energia limpa (carrossel) é produzido pela ONG Empower Playgrounds, que disponibiliza os gira-giras e outros brinquedos capazes de gerar energia mecânica. Os brinquedos tem capacidade de gerar até 150 watts por hora. Esta quantia serve para suprir as unidades de ensino e ainda carregar lanternas de LED que são distribuídas aos alunos para que utilizem em suas residências.

Fazendo as contas, como informa o Hyperness,  instalar esse sistema em uma escola custa cerca de US$ 10.000.  Ele é capaz de fornecer energia elétrica para 200 crianças por pelo menos cinco anos, o que resulta num custo de US$10 por ano por cada criança.  Ou seja, menos de um dólar por mês para evitar que as crianças de Gana passem metade de suas vidas na escuridão.As crianças também se beneficiam do playground como um laboratório vivo, onde um módulo de ensino de ciências personalizado ajuda a melhorar o aprendizado utilizando-se do equipamento do playground.

Em um projeto semelhante foi construído recentemente na cidade de Dordrecht, Holanda um protótipo em tamanho real de um playground interativo.  O brinquedo oferece um momento lúdico e ao mesmo tempo é usado para educar as crianças sobre métodos de energia alternativos. A energia cinética liberada pela suspensão das crianças nas cordas do carrossel é capturada e armazenada em uma bateria debaixo da estrutura. Esta energia capturada é utilizada para gerar a iluminação noturna. De acordo com a quantidade de energia gerada pelas crianças, as cores das luzes mudam. O Energy Carrossel foi baseado em projeto idealizado pelo estúdio espanhol de Arquitetura Ecossistema UrbanoOs criadores da ideia acreditam que ensinar crianças sobre métodos alternativos de geração de energia elétrica, através de suas próprias experiências físicas,  é uma mensagem mais próxima e interessante.

Fonte:http://atitudesustentavel.com.br/blog/2014/02/07/criancas-gerando-energia-limpa-uma-ideia-simples-e-brilhante/

 

Programa Evento Neutro

O que é um Evento Neutro307086eaeea038376cecfbfb7b4f0d29

Um evento é neutro em carbono quando: as emissões de gases de efeito estufa devido ao evento são devidamente quantificadas e uma ação de compensação ambiental (neutralização) é realizada na mesma proporção.

Evento Neutro é um programa voluntário de responsabilidade socioambiental para organizações e pessoas conscientes sobre o problema das mudanças climáticas, cujos objetivos principais são:
  • viabilizar  economicamente projetos de desenvolvimento sustentável que não existiriam sem os incentivos do mercado de carbono;
  • educar, conscientizar e sensibilizar o público envolvido sobre causas e consequências das mudanças climáticas
  • melhorar a imagem da empresa com seus stakeholders
Baseado no Protocolo de Kyoto, a neutralização de carbono é uma ação prática e legítima de responsabilidade socioambiental.

O que é Neutralização de Carbono?

O programa Evento Neutro surgiu da necessidade de um mecanismo confiável de fomento a projetos de desenvolvimento sustentável e de promoção dos valores de responsabilidade socioambiental corporativo, para que todos pudessem somar na conscientização e ação efetiva contra a causa principal das mudanças climáticas globais.

O programa foi desenvolvido por uma equipe de especialistas em mudanças climáticas, com base no protocolo de Quioto e no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, cujo objetivo principal é promover tecnologias limpas e conscientizar os indivíduos sobre a necessidade de buscar alternativas sustentáveis de produção.

Hoje o programa Evento Neutro possui adeptos dos mais diferentes mercados, que vão desde empresas de tecnologia, comunicação (rádio, televisão, revistas), bens de consumo, e principalmente agências que realizam eventos corporativos, sociais, esportivos e shows.

O programa Evento Neutro foi desenvolvido, em 2007, pelos profissionais da ECCAPLAN Consultoria, e passou a tutela de um comitê gestor independente a partir de janeiro de 2009. Esse comitê é responsável pela normatização dos procedimentos, bem como pela verificação dos inventários de cada projeto e gestão do Registro de Eventos Neutros.

A Eccaplan permanece como a principal parceira do programa, divulgando o programa e promovendo com credibilidade as ações de neutralização. Além disso, é homologada pelo programa para desenvolver os inventários de emissões e possui os conhecimentos necessários para assessorar às empresas interessadas na aquisição de créditos de carbono para neutralização de carbono de eventos ou de suas operações.

A História das Coisas

A História das Coisas é um documentário de 20 minutos, que vai direto ao ponto: como colaboramos diariamente pra destruir o planeta. Mostra passo a passo a cadeia de eventos que vai da exploração dos recursos naturais, passando pelo produto manufaturado, a compra e o descarte, até chegar ao lixão. Mas o diferencial aqui é que não é um documentário no estilo BBC ou National Geographic. É explicado com desenhos (toscamente) animados, e numa linguagem simples (sem ser simplista) que se torna interessante e compreensível até para crianças pequenas. E o melhor: é dublado!


Convocar professores a fazer uma campanha de guerrilha contra os poluidores (desmatadores, fábricas e… nós mesmos), passando esse vídeo nas escolas. Não importa se não tem aula de ecologia, isso pode ser encaixado (forçosamente) numa aula de história, geografia, moral e cívica, matemática, qualquer coisa! O importante é plantar a semente em nossas crianças e adolescentes (porque essa geração já é perdida, estamos contaminados demais) pra garantir ao menos um futuro melhor pra ELES MESMOS!!!

Após o vídeo haverá uma imensa porta aberta nas mentes dessas pessoas, tipo: “o que eu posso fazer?”; “como posso ajudar” e é aí que entra o papel do educador, oferecendo alternativas. Pra isso você, educador, deve se “armar” de links para páginas que tratam de ecologia, imprimir dicas, ensinar a necessidade de economizar água e luz, usar ao mínimo materiais descartáveis, etc, etc.

Durante a apresentação houve um tópico só pra falar que o produto é um dos mais “limpos” da Apple, mostrando uma checklist do que ele não tem nada de tóxicos, comumente presentes em aparelhos eletrônicos. Busquem pela sua memória: Quando foi a última vez que você viu isso numa propaganda de eletrônico? Os tempos estão mudando, e os “malucos verdes” de hoje podem ser os líderes de amanhã, especialmente porque todos estão sentindo na pele os efeitos do modelo atual de “desenvolvimento”.

Referência: Ranking do Greenpeace em relação às companhias

Globalização e consumo desenfreado

Dicas e curiosidades sobre o nosso consumo, nada sustentável, que vem detonando o nosso Planeta Terra!

Atitudes conscientes podem salvar a humanidade, isso é ser sustentável!